Fone: (16) 3301-0600

Memória: Araraquara na Guerra do Paraguai, há 155 anos

Memorial da Câmara relembra os voluntários que partiram da cidade para o combate


O Memorial da Câmara Municipal relembra os voluntários que partiram de Araraquara para a Guerra do Paraguai, em 10 de março de 1865.

Na época, a cidade de Araraquara era pequena, com renda de 300 mil réis anuais, mas mostrou que seus filhos eram homens valorosos, pois ao verem o território da pátria invadido pelo estrangeiro, correram para alistar nos batalhões e partiram para guerra, orgulho dos habitantes.

A cidade ficava em um dos caminhos que levavam as tropas brasileiras ao Mato Grosso e, de lá, para as frentes de luta no Paraguai.

Por essa ocasião, o coronel Joaquim Loureço Corrêa, ex-vereador da Câmara Municipal de Araraquara no período de 1841-1844 e de 1853-1856, enviou para a guerra dois de seus filhos, sendo Pio Corrêa da Rocha, com 20 anos (falecido em combate) e Joaquim Lourenço Corrêa Filho, com 22 anos, assim como outras famílias enviaram seus filhos voluntários para o combate.

 

 

Relembramos o emocionado discurso, proferido pelo então presidente da Câmara Municipal de Araraquara, Dr. Joaquim de Almeida Leite Moraes, por ocasião da partida dos 30 voluntários para a guerra:

Araraquarenses!

Eis O grande dia, em que vão ser gravados no livro da História, os nomes dos vossos valentes, generosos e heroicos filhos!

São elles - os Voluntarios da Patria!

São elles - os detensores da terra de seus maiores, de seus pais, emfim da terra que os viu nascer. Descendentes daquelles que em 1822, nas campinas verdejantes do Ipiranga, nos deram a liberdade, e com ella uma Patria, vão elles seguir as pisadas desses heroes, honrar as venerandas cinzas dos Feijós, Rodrigues dos Santos, Amador Bueno, e outros, sustentando com valentia e denodo, pundonor e honra, essa gloria que para todo o Universo, faz lembrado o Povo Paulista.

Inscrevendo os seus gloriosos nomes nas paginas d'este livro, aqui nos reunimos hoje para dizer-lhes um adeus de despedida e, antes de tudo, dirigir uma palavra ao futuro que nos contempla.

Gerações do Porvir!

Quando o presente se sumir, n'essa noite tenebrosa do passado, este livro, eterno em nosso archivo municipal, irá soberbo ao vosso encontro, desdobrando diante dos vossos olhos assombrados, as suas paginas brilhantes, cheias dos feitos gloriosos, dos vossos então antepassados.

Lêde-as e dobrai os vossos joelhos!

Os povos livres inclinam-se somente deante das glorias, e das grandesas, filhas da honra, da virtude, e do patriotismo.

Inclinareis então as vossas frontes, deante deste livro, e, sobre as suas paginas, levantareis altares aos heroes cujos nomes ahi ficão gravados assoberbando a omnipotencia destruidora do tempo!

Sim! Lede-as e segui os seus exemplos!

Vêde - como se defende a Patria!

 

Nota: Quando os voluntários sobreviventes voltaram, o ex-vereador coronel Joaquim Lourenço Corrêa chefiou os festejos para recebê-los, mesmo sabendo que seu jovem filho, Pio Correa, não voltara dos combates da guerra.

 

Homenageamos os 30 voluntários que partiram de Araraquara para a guerra, relembrando seus nomes: 

14 naturais da Vila de Araraquara: Joaquim Lourenço Corrêa, Pio Corrêa da Rocha, Bento Theodoro Silvério, Carlos José Dias do Nascimento, José Marques Pinheiro, Querubin Ferraz Lopes, José Joaquim de Godoy, Adam Pinto D’arruda, José Antonio da Silva, João Candido Junior, João Marques da silva, Joaquim Barbosa, Francisco Ribeiro do Amaral e Antonio José de Macedo.

4 naturais de Casa Branca: Ignácio Bernardes da Silva, Jeronimo José de Siqueira, João Soares da Silva e Isaias José Ferreira.

2 naturais da Constituição: Bento Dias Ferraz D’Arruda e João Gomes Ramalho.

2 naturais de São João do Rio Claro: Benedicto Gomes da Silva e Joaquim Manoel de Oliveira.

1 natural de Pirapóra do Curaça: José Joaquim Corrêa da Silva

1 natural de Capivary: José de Arruda Penteado

1 natural de Três Pontas: Belchiol Florêncio Corrêa

1 natural do Rio de Janeiro: Isaias José Ferreira

1 natural de Itu: Custódio Augusto Bouquet

1 natural de Caconde: Domingos Alves Ribeiro

1 natural de Bragança: José Pilares Pinto de Oliveira

1 natural de Limeira: Joaquim Corrêa de Lacerda

  

Entenda melhor o que foi a Guerra do Paraguai, acessando a matéria: http://bndigital.bn.br/dossies/guerra-do-paraguai/

 

Fontes:

  • Álbum de Araraquara 1915 - discurso com a grafia da época
  • Processo Legislativo 042/1951
  • Foto 1 : CD 100 anos de fotografia: organização Eduardo Veiga Lopes
  • Biblioteca Nacional: Guerra do Paraguai
  • Foto legenda: Atlas histórico da Guerra do Paraguay - https://www2.senado.leg.br/bdsf/handle/id/221684




Publicado em: 09 de março de 2020

Publicado por: Silvia Gustavo

Cadastre-se e receba notícias em seu email

Categoria: Notícias do Memorial

Outras Notícias

Fique por dentro


Escola do Legislativo de Araraquara participa do VII Encontro da APEL

12 de maio de 2020

A Escola do Legislativo da Câmara Municipal de Araraquara participou, na sexta-feira (8), do 7º Encontro da Associação Paulista de Escolas do Legislativo e de Contas (Apel), o qual foi realizado on-line, por meio de uma plataforma digital, de maneira segura, obedecendo às recomendações da OMS, Mi...


Parlamento Jovem tem resposta sobre criação de horta comunitária no Indaiá

17 de abril de 2020

A fim de contribuir com os cidadãos que não têm condições financeiras de ter uma alimentação adequada, as vereadoras jovens lsabelle Victoria de Oliveira Fernandes e Isadora Aparecida Martins Teixeira, participantes do projeto Parlamento Jovem 2019 apadrinhadas pelo vereador Paulo Landim (PT), en...


Secretaria da Educação conta com apenas um psicólogo em seu quadro

17 de abril de 2020

Na Sessão Oficial do Parlamento Jovem 2019, realizada em 14 de novembro do ano passado, as alunas Geovana Maria dos Santos e Larissa Tabata Maione, representando a Escola Estadual “Doutor João Pires de Camargo” e apadrinhadas pelo vereador Delegado Elton Negrini (PRTB), indicaram à Prefeitura o e...


História do Feminismo abre Mês da Mulher na Câmara Municipal  

09 de março de 2020

Para comemorar o Dia Internacional da Mulher, a Escola do Legislativo (EL) promoveu, na segunda-feira (9), uma tarde de reflexão sobre a condição feminina com a palestra “História do Feminismo”, ministrada pela psicóloga Juliana Superbi. A palestrante é responsável pelo projeto “Sobre Nós Mulhere...


Edição 2020 do Parlamento Jovem chega às escolas

02 de março de 2020

Na segunda-feira (2), foi dado início à segunda etapa do projeto Parlamento Jovem, desenvolvido pela Escola do Legislativo (EL) da Câmara Municipal. A Escola Estadual “Maria Isabel Rodrigues Orso”, no Jardim Adalberto Roxo, foi a primeira das 35 instituições participantes a receber a iniciativa....


Reunião com professores marca primeira etapa da edição 2020 do Parlamento Jovem

20 de fevereiro de 2020

Na quinta-feira (20), foi realizada a primeira etapa da edição 2020 do projeto Parlamento Jovem, desenvolvido pela Escola do Legislativo (EL) da Câmara Municipal. Na ocasião, professores e coordenadores das escolas participantes se reuniram na Casa de Leis para receber orientações sobre as ativid...