Fone: (16) 3301-0641

Associação pede que Festa do Padroeiro se torne patrimônio de Bueno de Andrada

Iniciativa é apoiada por Elias Chediek, Delegado Elton Negrini e José Carlos Porsani


Os vereadores Elias Chediek (MDB), Delegado Elton Negrini (PSDB) e José Carlos Porsani (PSDB) protocolaram na Câmara Municipal uma moção de apoio endereçada ao Executivo para que a Festa do Padroeiro Sagrado Coração de Jesus, de Bueno de Andrada, se torne bem imaterial em âmbito municipal. “A festividade ocorre no distrito desde 1912. Já faz parte da vida cultural e religiosa da região. É meramente a formalização de uma realidade”, observa Chediek.

Em outubro de 2018, a Associação de Bueno de Andrada para Cultura e Turismo Rural (Abatur) enviou um ofício ao Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Arquitetônico, Paleontológico, Etnográfico, Arquivístico, Bibliográfico, Artístico, Paisagístico, Cultural e Ambiental do Município de Araraquara (Compphara) requerendo que a festa fosse registrada no livro de tombamentos do distrito como patrimônio brasileiro e bem imaterial, porém ainda não recebeu resposta.

Os parlamentares fundamentam o apoio na Lei Ordinária 9.161/2018, que institui o Plano Municipal de Políticas Públicas para a Preservação do Patrimônio Histórico, Arquitetônico, Paleontológico, Etnográfico, Arquivístico, Bibliográfico, Artístico, Paisagístico, Cultural e Ambiental do Município de Araraquara e na Lei Ordinária 9.280/2018, que institui o Plano Municipal de Políticas Públicas para o Turismo no Município de Araraquara.

“Com esta moção, estamos informando a Prefeitura, a Secretaria de Cultura e o Compphara de que reconhecemos a relevância dessa manifestação popular e o anseio de Bueno de Andrada por sua valorização e preservação”, conclui Chediek.

A próxima Festa do Padroeiro Sagrado Coração de Jesus ocorrerá no dia 10 de novembro.




Publicado em: 07 de novembro de 2019

Cadastre-se e receba notícias em seu email

Categoria: Notícias da Câmara

Outras Notícias

Fique por dentro


Memória: há 88 anos, as mulheres brasileiras garantiram o direito ao voto

21 de fevereiro de 2020

O Memorial da Câmara Municipal relembra que o impedimento do voto à mulher somente foi quebrado há 88 anos, em 24 de fevereiro de 1932, com a publicação do Decreto nº 21.076 - Código Eleitoral, que em seu artigo 2º dizia: “É eleitor o cidadão maior de 21 anos, sem distinção de sexo, alistado na f...


Arquivo Histórico

14 de fevereiro de 2020

O Memorial da Câmara Municipal disponibiliza para pesquisa, o Arquivo Histórico/Anais do Poder Legislativo araraquarense. São matérias que foram inseridas na pauta das sessões camarárias, versando sobre a história, memória da cidade, da região, do estado e do país, sobre acontecimentos e fatos q...


Araraquara: 131 anos da sua elevação de vila à cidade

06 de fevereiro de 2020

O antigo povoado de São Bento de Araraquara teve sua freguesia criada no município de Itu, pelo Alvará de 22 de agosto de 1817. Anos mais tarde, em 31 de outubro de 1821, a freguesia foi transferida para o município de Piracicaba, tornando-se vila, por meio de Decreto Imperial em 10 de julho de...


Calendário Municipal do mês: FEVEREIRO

01 de fevereiro de 2020

A cidade de Araraquara tem datas comemorativas importantes para serem lembradas, pois homenageiam profissões, classes e assuntos relevantes. O Memorial da Câmara Municipal relembra essas datas:    Lei Data Descrição Autoria Data comemorativa 6064 28/...


Memória: Crime dos Brito - há 123 anos dava-se início ao crime

30 de janeiro de 2020

Um pouco do contexto histórico Fins do século XIX, a cidade de Araraquara se recuperava da epidemia de Febre Amarela, ampliava suas riquezas econômicas através da produção do café e escoava pela estrada de ferro, inaugurada em 1885. A urbe crescia em volta do largo da Igreja Matriz, o ambiente...


Memória: Biografia do ex-servidor público municipal Euripes Ancelmo

23 de janeiro de 2020

Biografia Euripes Ancelmo nasceu em 6 de abril de 1929, no Distrito de Silvania, Matão/SP, filho de José Cezarino Ancelmo e Angelina Pianisola Ancelmo. De família numerosa, cresceu ao lado dos irmãos Ercilia, Maria Lourdes, Guiomar, Carlos, Werthe e Maria Teresa. Mudou-se com a família aos 6 a...