SIGA-NOS:

Notícias



Alberto Carlos Andreone recebe Diploma de Honra ao Mérito da Câmara Municipal

O homenageado é ativista na prevenção da Aids e luta pelo tratamento digno das pessoas com a doença


Em Sessão Solene realizada no Plenário da Câmara Municipal de Araraquara, na noite de quinta-feira (24), Alberto Carlos Andreone de Souza, o Albert, recebeu o Diploma de Honra ao Mérito.

A solenidade teve início com a exibição de um vídeo contando a história do homenageado, com diversos depoimentos de amigos e familiares. Em seguida, foi a vez de seu companheiro, Izaias Ambrósio da Silva elevar a emoção: leu uma carta de 13 de agosto de 2002 enviada a ele por Alberto, no início do relacionamento. “É uma pessoa rica. Rica de sabedoria, de amor ao próximo, de cuidado com as pessoas, de cuidado com a família que ele tem, que é tudo para ele. E hoje está aqui a história de vida dele, os anos de trabalho, a representatividade que ele tem hoje. Até na ONU, representa o Brasil na questão LGBT.”

Autora da indicação aprovada por unanimidade pelos parlamentares da Casa de Leis, a vereadora Thainara Faria (PT) entende que Alberto, ao lado de Izaias, travou lutas muito sérias. “São peças fundamentais dessa sociedade” destacou. “Vemos uma Câmara Municipal iluminada com as cores da bandeira LGBT, o púlpito dessa Casa também, e a primeira pessoa LGBT assumida a ser homenageada. Esse é o nosso papel, de nos curvarmos ao Alberto e reconhecer todo o trabalho que desenvolveu por Araraquara, para as pessoas de fora da cidade e de nosso país. Sempre engajado, abre mão de seu tempo para dar mais tempo de vida digna para outras pessoas. É minha obrigação reconhecer o trabalho que ele faz”, completou.

Para o deputado federal Alexandre Padilha (PT), “a Câmara, fazer essa homenagem, dá uma energia danada para enfrentarmos o ódio e a intolerância nesse país. Essa cerimônia é um momento de profunda energia para que possamos lutar, não só lá no Congresso, mas na sociedade como um todo. A vida do Albert, seu relacionamento com o Izaias e a luta de todos os ativistas contra a Aids é uma inspiração para todos enfrentarmos a difícil situação de nosso país hoje. A solidariedade, a fraternidade, o amor e a vontade de fazer mais pelo próximo sempre ficam”.

O prefeito Edinho Silva (PT) entende que “é muito difícil fazer uma síntese do significado do que está acontecendo na Câmara hoje. A vida é construída de ações, de posicionamentos, mas o que dá significado é a simbologia, que alimenta o imaginário, grita, estabelece parâmetros, e essa Sessão é carregada pelo simbólico. Qualquer liderança que tivesse escolhido a luta pelos direitos daqueles que vivem com HIV mereceria uma homenagem como essa. A escolha do Albert traz consigo uma história que é efetivamente marcada por uma capacidade de luta incrível. Quando defendemos uma causa, estamos do lado certo da história”.

O presidente da Câmara, vereador Tenente Santana (MDB), lembrou que há 27 anos foi colega de faculdade do homenageado. “Sempre foi uma pessoa muito querida, muito estudiosa, muito dinâmica. Todos gostavam do Alberto. Sempre teve uma maneira especial de tratar as pessoas, um carinho especial. Apesar das atribuições do dia a dia, ele sempre dirige a sua atenção especial para as pessoas que têm algum tipo de problema ou que estão precisando realmente de uma atenção maior. Sua trajetória é muito marcante e sua luta vem de muito tempo.”

Após a leitura do Decreto pelo vereador Paulo Landim (PT) e a entrega do Diploma de Honra ao Mérito, Alberto, emocionado, agradeceu a todos e relatou um pouco da sua trajetória. “Fui convidado para participar do Gaspa (Grupo de Apoio e Solidariedade ao Portador de HIV de Araraquara), entrei e não saí mais. Como o Gaspa sempre trabalhou com as partes assistenciais, sentimos a necessidade de desenvolver na cidade de Araraquara um trabalho de políticas públicas: leitos nos hospitais, medicamentos, atendimentos médicos. Sabíamos que a maioria das pessoas com HIV/Aids também eram LGBTs, e ainda são bastante”, contou, citando diversas ações desenvolvidas, como as no Ambulatório Médico de Especialidades (AME). “São diversos trabalhos meus e do Izaias lá. Mudamos a realidade. Fizemos parte dessa construção. É um hospital que dá dignidade para os pacientes, que trata as pessoas com dignidade. Um hospital de referência. E tenho muito orgulho de saber que fizemos parte disso.” Alberto encerrou sua fala com uma oração envolvendo todos os presentes. A solenidade contou, ainda, com a entrega de flores a Izaias, parceiro de vida do homenageado

Também participaram da Sessão Solene os vereadores Paulo Landim (PT), Roger Mendes (Progressistas) e Toninho do Mel (PT), a secretária municipal de Gestão e Finanças, Juliana Agatte, a secretária municipal de Planejamento e Participação Popular, Amanda Vizoná, a assessora especial de Políticas para a Pessoa com Deficiência, Elisa dos Santos Rodrigues, e a assessora de Políticas Públicas LGBT, Filipa Bruneli.

 

Sobre o homenageado

Alberto Carlos Andreone de Souza (Albert) nasceu em São Carlos, no dia 9 de maio de 1965. Recém-nascido foi morar na fazenda Marilú, no Chibarro. Com 12 anos, foi trabalhar na roça para carpir cana, na Usina Tamoio. Estudava na escola da usina, a “Gianinna Morganti”. Fez desenho mecânico e colegial no Industrial. Chegou a trabalhar na Iesa, desenhando peças, parafusos.

Em 1988, fez o que mais gostava, Estudos Sociais, na Uniara, depois de desistir do curso de Direito. Para pagar a faculdade, começou a trabalhar de garçom no extinto Bruno Buffet. Aos poucos, foi comprando seu material até abrir seu próprio negócio: o Alberto Buffet. Ficou com o negócio durante 20 anos. Seu buffet chegou a sair na revista Caras. Em seu buffet, Alberto atendeu personalidades como o cônsul da Argentina, Maguila e Paulo Maluf.

Passou a morar em Araraquara e a trabalhar como cobrador nas lojas Riachuelo. Depois de dois anos, foi a para a Lupo trabalhar no tecer. Posteriormente, depois de prestar um concurso, foi trabalhar nos Correios, onde permaneceu por 15 anos, cinco deles como carteiro e depois como operador de telecomunicações.

Com a saída do Gaspa, ao lado de Izaías, se dedicou a ONG RNP, onde realiza um trabalho voltado, principalmente, para a prevenção de HIV/Aids. Também faz parte do Fórum de Ongs Aids do Estado de São Paulo, que trabalha a qualidade de vida de pessoas vivendo com HIV/Aids e LGBT.

 

Confira as fotos aqui


Visualize fotos

Publicado em: 25 de outubro de 2019

Cadastre-se e receba notícias em seu email

Categoria: Notícias da Câmara

Outras Notícias

Fique por dentro

Máscaras em locais de grande aglomeração poderão ser obrigatórias

07 de abril de 2020

Máscaras em locais de grande aglomeração poderão ser obrigatórias   Tenente Santana alerta sobre os riscos de contaminação     Para tentar disciplinar situações de proteção contra a pandemia d...



Kits de alimentos solicitados em Indicação serão distribuídos a alunos

07 de abril de 2020

Em live na manhã desta terça-feira (7) o prefeito Edinho Silva (PT) anunciou a distribuição de alimentos para alunos de famílias carentes matriculados nas unidades municipais de ensino, o que veio...



Após aprovação na Câmara, Upa da Vila Xavier se prepara para a Covid-19

07 de abril de 2020

O presidente da Câmara Municipal de Araraquara, vereador Tenente Santana (MDB), foi conferir de perto, na tarde desta terça-feira (7), a execução dos trabalhos realizados na Unidade de Pronto Atend...



Câmara autoriza créditos de R$ 18 milhões contra a Covid-19 e outros projetos em regime de urgência

07 de abril de 2020

A Câmara Municipal fez mais uma Sessão Ordinária, na terça-feira (7). Na Ordem do Dia, projetos com regime de urgência em sua tramitação, alguns deles voltados ao combate à epidemia da Covid-19. A...



Luvas e máscaras no lixo comum

07 de abril de 2020

O Departamento Autônomo e Água e Esgotos (Daae) e a Cooperativa Acácia orientam os usuários da coleta seletiva a não descartarem nos resíduos recicláveis as máscaras e luvas usadas durante a quaren...



Máscaras para sair de casa

07 de abril de 2020

O Comitê de Contingência do Coronavírus está orientando a população a usar máscaras caseiras quando houver necessidade de sair de casa, principalmente para fazer compras A orientação é do Ministér...