SIGA-NOS:

Notícias



Secretarias e fundação apresentam orçamento para 2021

Segundo dia de Audiência Pública da LDO contou com representantes da Comunicação, Esportes, Desenvolvimento Urbano e Trabalho e Desenvolvimento Econômico


Nesta quarta-feira (20), aconteceu a segunda Audiência Pública para a elaboração da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2021, no Plenário da Câmara Municipal. Foram apresentadas as diretrizes, metas e prioridades para o próximo ano das secretarias municipais de Comunicação, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Desenvolvimento Urbano, Esportes e Lazer, além da Fundação de Amparo ao Esporte do Município de Araraquara (Fundesport). A discussão foi presidida pelos vereadores Paulo Landim (PT), presidente da Comissão Permanente de Justiça, Legislação e Redação, e Zé Luiz – Zé Macaco (Cidadania), presidente da Comissão de Tributação, Finanças e Orçamento.

Os primeiros números foram trazidos pela secretária de Comunicação, Priscila Luiz. A pasta prevê um total de R$ 3.025.321,87, distribuído entre manutenção das atividades (R$ 1.354.713,07), criação e modernização de instrumentos de comunicação (R$ 66.874,60), comunicação digital (R$ 53.734,20) e comunicação institucional/publicidade (R$ 1.550.000).

Em seguida, o secretário do Trabalho e do Desenvolvimento Econômico, Damiano Neto, respondeu sobre o orçamento previsto de R$ 6.197.279,32. Os números foram apresentados pela coordenadora executiva de Agricultura, Silvani Silva, que falou das ações educativas do “Campo Limpo”, com custo de R$ 10 mil, além do “Araraquara Sem Fome” (R$ 450 mil), ambos dentro do programa “Agricultura e Desenvolvimento Rural Sustentável”, que totaliza R$ 1.589.491,76.

Os investimentos envolvem ainda os seguintes programas: Indústria, Tecnologia e Inovação (R$ 426.129,42), Inclusão Social e Cidadania (R$ 877,5 mil), Trabalho Decente e Geração de Renda (R$ 450.910), Crédito Para o Seu Trabalho (R$ 55 mil), Novo Emprego (R$ 683.555,64), Planejamento e Gestão do Turismo (R$ 1.579.402,50) e Sala do Empreendedor (R$ 535.290,00). Explicações complementares também foram dadas pela coordenadora de Trabalho e Economia Criativa e Solidária, Camila Capacle.

 

Trabalho contínuo

A secretária de Desenvolvimento Urbano, Sálua Poleto, explicou o valor de R$ 26.299.684,38, estimado pela pasta. Ao falar sobre o programa Revisão de Legislação Urbanística, Plano Diretor e Demais Regulamentos de Obras e Parcelamento de Solo, da Coordenadoria Executiva de Planejamento Urbano (R$ 2.165.000), destacou que o diagnóstico do plano urbano é um trabalho contínuo.

Mais três coordenadorias executivas completam a Secretaria: Edificações (R$ 290 mil), Habitação (R$ 1.010.000) e Mobilidade Urbana (R$ 4.624.649,17), representada na ocasião pelo coordenador Nilson Carneiro, que enfatizou as ações realizadas dentro do programa de gestão das políticas públicas para um trânsito mais seguro, resultando na redução do número de acidentes de trânsito, principalmente os com vítimas fatais. Citou também investimentos na Avenida Padre Francisco Salles Colturato (36) e na região do Centro de Eventos de Araraquara e Região (Cear).

Durante a discussão, foi falado sobre o programa “Moradia Econômica”, com destinação de R$ 30 mil, que tem como objetivo minimizar o déficit habitacional através do fornecimento de projetos arquitetônicos e orientação técnica à população apta a participar do programa para a construção de moradia até 69 m².

Ainda há os seguintes fundos municipais: Desenvolvimento Urbano (R$ 4.612.000), Habitação (R$ 300 mil) e Trânsito (R$ 13.298.035,21).

 

Esporte

Os valores do esporte foram apresentados pela secretária municipal de Esportes e Lazer, Milena Pavanelli, que começou pela Fundesport. A Fundação estima R$ 3 milhões, voltados a manutenção das atividades para eventos e competições, dentro do programa Equipes de Competições e Esportes Adaptados, que tem o objetivo de desenvolver, por meio de treinamentos específicos, condições para atletas competirem em alto rendimento.

Durante os questionamentos, Milena abordou a redução dos patrocínios, mas garantiu que a Fundesport continuará até novembro com a ajuda de custo aos atletas e que a maior parte (cerca de 90%) é custeada pela Prefeitura.

Já a Secretaria de Esportes e Lazer prevê R$ 17.783.165,84 para a manutenção de seus programas e atividades em 2021.

Nas perguntas, a chefe da pasta informou que mais de seis mil crianças são atendidas pelas escolinhas de esportes, com custo estimado de R$ 1.751.315,00.

Estiveram presentes os vereadores Edio Lopes (PT), Jéferson Yashuda (PSDB), José Carlos Porsani (PSDB) e Roger Mendes (Progressistas).

 

Participação do público

Devido às medidas adotadas para a contenção do novo coronavírus, a audiência ocorreu a portas fechadas, com exibição ao vivo pela TV Câmara (canal 17 digital da NET) e pelo Facebook. A íntegra da audiência pode ser acessada aqui.

A Câmara Municipal também disponibilizou canais de comunicação para que a população envie perguntas aos participantes desta e das próximas audiências, por meio de formulário no site institucional (onde se encontra também o projeto de lei para consulta), do YouTube, do Facebook e por WhatsApp: (16) 99791 4877.

 

Programe-se

Confira o calendário das próximas audiências públicas da LDO, sempre com início às 14 horas:

Dia 22 de maio (sexta-feira)

Secretaria Municipal de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública;

Secretaria Municipal da Saúde;

Companhia Tróleibus Araraquara (CTA);

Controladoria do Transporte de Araraquara.

 

Dia 25 de maio (segunda-feira)

Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social;

Secretaria Municipal de Educação;

Controladoria Geral do Município;

Câmara Municipal de Araraquara.

 

Dia 27 de maio (quarta-feira)

Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos;

Secretaria Municipal de Cultura;

Fundart;

Departamento Autônomo de Água e Esgotos (Daae).

Nesta quarta-feira (20), aconteceu a segunda Audiência Pública para a elaboração da Lei
de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2021, no Plenário da Câmara Municipal. Foram
apresentadas as diretrizes, metas e prioridades para o próximo ano das secretarias municipais de
Comunicação, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Desenvolvimento Urbano, Esportes e
Lazer, além da Fundação de Amparo ao Esporte do Município de Araraquara (Fundesport). A
discussão foi presidida pelos vereadores Paulo Landim (PT), presidente da Comissão
Permanente de Justiça, Legislação e Redação, e Zé Luiz – Zé Macaco (Cidadania), presidente da
Comissão de Tributação, Finanças e Orçamento.
Os primeiros números foram trazidos pela secretária de Comunicação, Priscila Luiz. A
pasta prevê um total de R$ 3.025.321,87, distribuído entre manutenção das atividades (R$
1.354.713,07), criação e modernização de instrumentos de comunicação (R$ 66.874,60),
comunicação digital (R$ 53.734,20) e comunicação institucional/publicidade (R$ 1.550.000).
Em seguida, o secretário do Trabalho e do Desenvolvimento Econômico, Damiano Neto,
respondeu sobre o orçamento previsto de R$ 6.197.279,32. Os números foram apresentados pela
coordenadora executiva de Agricultura, Silvani Silva, que falou das ações educativas do “Campo
Limpo”, com custo de R$ 10 mil, além do “Araraquara Sem Fome” (R$ 450 mil), ambos dentro do
programa “Agricultura e Desenvolvimento Rural Sustentável”, que totaliza R$ 1.589.491,76.
Os investimentos envolvem ainda os seguintes programas: Indústria, Tecnologia e
Inovação (R$ 426.129,42), Inclusão Social e Cidadania (R$ 877,5 mil), Trabalho Decente e
Geração de Renda (R$ 450.910), Crédito Para o Seu Trabalho (R$ 55 mil), Novo Emprego (R$
683.555,64), Planejamento e Gestão do Turismo (R$ 1.579.402,50) e Sala do Empreendedor (R$
535.290,00). Explicações complementares também foram dadas pela coordenadora de Trabalho
e Economia Criativa e Solidária, Camila Capacle.
Trabalho contínuo
A secretária de Desenvolvimento Urbano, Sálua Poleto, explicou o valor de R$
26.299.684,38, estimado pela pasta. Ao falar sobre o programa Revisão de Legislação
Urbanística, Plano Diretor e Demais Regulamentos de Obras e Parcelamento de Solo, da
Coordenadoria Executiva de Planejamento Urbano (R$ 2.165.000), destacou que o diagnóstico
do plano urbano é um trabalho contínuo.
Mais três coordenadorias executivas completam a Secretaria: Edificações (R$ 290 mil),
Habitação (R$ 1.010.000) e Mobilidade Urbana (R$ 4.624.649,17), representada na ocasião pelo
coordenador Nilson Carneiro, que enfatizou as ações realizadas dentro do programa de gestão
das políticas públicas para um trânsito mais seguro, resultando na redução do número de
acidentes de trânsito, principalmente os com vítimas fatais. Citou também investimentos na
Avenida Padre Francisco Salles Colturato (36) e na região do Centro de Eventos de Araraquara e
Região (Cear).
Durante a discussão, foi falado sobre o programa “Moradia Econômica”, com destinação de
R$ 30 mil, que tem como objetivo minimizar o déficit habitacional através do fornecimento de
projetos arquitetônicos e orientação técnica à população apta a participar do programa para a
construção de moradia até 69 m².

Ainda há os seguintes fundos municipais: Desenvolvimento Urbano (R$ 4.612.000),
Habitação (R$ 300 mil) e Trânsito (R$ 13.298.035,21).
Esporte
Os valores do esporte foram apresentados pela secretária municipal de Esportes e Lazer,
Milena Pavanelli, que começou pela Fundesport. A Fundação estima R$ 3 milhões, voltados a
manutenção das atividades para eventos e competições, dentro do programa Equipes de
Competições e Esportes Adaptados, que tem o objetivo de desenvolver, por meio de
treinamentos específicos, condições para atletas competirem em alto rendimento.
Durante os questionamentos, Milena abordou a redução dos patrocínios, mas garantiu que
a Fundesport continuará até novembro com a ajuda de custo aos atletas e que a maior parte
(cerca de 90%) é custeada pela Prefeitura.
Já a Secretaria de Esportes e Lazer prevê R$ 17.783.165,84 para a manutenção de seus
programas e atividades em 2021.
Nas perguntas, a chefe da pasta informou que mais de seis mil crianças são atendidas
pelas escolinhas de esportes, com custo estimado de R$ 1.751.315,00.
Estiveram presentes os vereadores Edio Lopes (PT), Jéferson Yashuda (PSDB), José
Carlos Porsani (PSDB) e Roger Mendes (Progressistas).
Participação do público
Devido às medidas adotadas para a contenção do novo coronavírus, a audiência ocorreu a
portas fechadas, com exibição ao vivo pela TV Câmara (canal 17 digital da NET) e pelo
Facebook. A íntegra da audiência pode ser acessada aqui.
A Câmara Municipal também disponibilizou canais de comunicação para que a população
envie perguntas aos participantes desta e das próximas audiências, por meio de formulário no site
institucional (onde se encontra também o projeto de lei para consulta), do YouTube, do Facebook
e por WhatsApp: (16) 99791 4877.
Programe-se
Confira o calendário das próximas audiências públicas da LDO, sempre com início às 14
horas:
Dia 22 de maio (sexta-feira)
Secretaria Municipal de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública;
Secretaria Municipal da Saúde;
Companhia Tróleibus Araraquara (CTA);
Controladoria do Transporte de Araraquara.
Dia 25 de maio (segunda-feira)
Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social;
Secretaria Municipal de Educação;
Controladoria Geral do Município;
Câmara Municipal de Araraquara.
Dia 27 de maio (quarta-feira)

Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos;
Secretaria Municipal de Cultura;
Fundart;
Departamento Autônomo de Água e Esgotos (Daae).


Outras Notícias

Fique por dentro

Retorno do atendimento

03 de junho de 2020

A Prefeitura está planejando a retomada do atendimento presencial ao público em todas as suas repartições a partir da próxima segunda-feira (8). Se ocorrer, o funcionamento terá horário reduzido e...



2,6 mil ventiladores

03 de junho de 2020

O Ministério da Saúde distribuiu 2.651 ventiladores pulmonares ao SUS, desde o início da pandemia até o dia 2 de junho. Trata-se de 1.486 ventiladores de UTI e 1.165 de transporte, que foram enviad...



Pesquisa

03 de junho de 2020

Pesquisadores vinculados ao Centro de Pesquisa e Inovação em Biodiversidade e Fármacos (CIBFar) – centro de pesquisa apoiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e pel...



10 mil vidas salvas

03 de junho de 2020

Um estudo desenvolvido por pesquisadores de diversos departamentos da Universidade Estadual Paulista (Unesp), inclusive do Instituto de Química de Araraquara, em parceria com a Universidade Estadua...



90 bairros

03 de junho de 2020

De acordo com o monitoramento realizado pela Secretaria da Saúde, em conjunto com a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), todas as regiões da cidade (90 bairros) têm casos de Covid-19 notifi...



Quarentena se mantém

03 de junho de 2020

O Comitê de Contingência do Coronavírus alerta: a quarentena continua. As aglomerações observadas nos centros comerciais da cidade, inclusive com pessoas dos grupos de risco e pessoas sem máscara d...