Fone: (16) 3301-0641

Dia da fundação do Distrito de Bueno de Andrada

95 anos de fundação - 1º de outubro


O Memorial da Câmara Municipal relembra a criação do Distrito de paz de Itaquerê, hoje, Distrito de Bueno de Andrada, que se deu através da Lei Estadual nº 2024, de 27/12/1924, comemorando neste ano 95 anos de fundação. 

De acordo com a lei estadual, seus limites ficaram assim definidos na ortografia da época:

"Começam na linha da Estrada de Ferro de Araraquara, no logar do desvio, que é o canto das sosmarias Lageado, Monte Alegre e Rancho Queimado, seguindo pelo leito do desvio até ao ribeirão do Paiol; dahi seguem por este rebeirão abaixo até encontrar a estrada por telephonica; continuam, em linha reta a do córrego «Caninho do Rancho Queimado», e por este córrego abaixo até a sua confluencia com o ribeirão seguem por este ribeirão abaixo até a barra do ribeirão do Lageado e por este acima até encontrar o córrego da ras; seguem por este acima até a sua cabeceira, continua em linha recta, até encontrar as cabeceiras do ribeirão Velho; seguem por este ribeirão abaixo até encontrar as divisas vitas do município de Mattão e dahi pelas divisas de Mattão, Rincão, Santa Lucia e Américo Brasiliense, até encontrar o ponto em que tiveram começo".

  

Homenagens

Em 2010, foi instituído o Dia da Fundação do Distrito de Bueno de Andrada, a ser comemorado em 1º de outubro, data comemorativa a inauguração da Estação Ferroviária de Itaquerê, ocorrida em 1898. 

Em 2011, foi oficializado o Hino do Distrito de Bueno de Andrada, de autoria musical de Araquem Petros e letra de Sergio Poeta.

 

Relembre a letra do hino:

Nas planícies da fazenda Itaquerê, uma estrada boiadeira Cercada por belos cafezais, uma história verdadeira Que tua gente humilde, com orgulho vai cantar O esplendor, da natureza, onde é gostoso morar Seja bem-vindo a Bueno de Andrada, o nosso braço te abraça O sino da igreja, bucólica praça, o apito do trem quando passa Seja bem-vindo a Bueno de Andrada, o nosso braço te abraça O sino da igreja, bucólica praça, o apito do trem quando passa   E nos caminhos de aço, uma estação se plantou Bueno é Bueno de Andrada, um grande sonho realidade se tornou Viajantes com orgulho aqui passam, com inveja salutar Sentem no peito, embevecido, uma vontade de ficar Seja bem-vindo a Bueno de Andrada, o nosso braço te abraça O sino da igreja, bucólica praça, o apito do trem quando passa Seja bem-vindo a Bueno de Andrada, o nosso braço te abraça O sino da igreja, bucólica praça, o apito do trem quando passa.  

 

Texto/matéria: Silvia Gustavo  

Fontes:

  • Lei Estadual 2024/1924, Leis Municipais 7305/2010 e 7539/2011.
  • Fotos: arquivo próprio CMA e 100 anos de Fotografia/Eduardo Lopes.

 




Publicado em: 01 de outubro de 2019

Publicado por: Silvia Gustavo

Cadastre-se e receba notícias em seu email

Categoria: Notícias do Memorial

Outras Notícias

Fique por dentro


Arquivo Histórico

14 de fevereiro de 2020

O Memorial da Câmara Municipal disponibiliza para pesquisa, o Arquivo Histórico/Anais do Poder Legislativo araraquarense. São matérias que foram inseridas na pauta das sessões camarárias, versando sobre a história, memória da cidade, da região, do estado e do país, sobre acontecimentos e fatos q...


Araraquara: 131 anos da sua elevação de vila à cidade

06 de fevereiro de 2020

O antigo povoado de São Bento de Araraquara teve sua freguesia criada no município de Itu, pelo Alvará de 22 de agosto de 1817. Anos mais tarde, em 31 de outubro de 1821, a freguesia foi transferida para o município de Piracicaba, tornando-se vila, por meio de Decreto Imperial em 10 de julho de...


Calendário Municipal do mês: FEVEREIRO

01 de fevereiro de 2020

A cidade de Araraquara tem datas comemorativas importantes para serem lembradas, pois homenageiam profissões, classes e assuntos relevantes. O Memorial da Câmara Municipal relembra essas datas:    Lei Data Descrição Autoria Data comemorativa 6064 28/...


Memória: Crime dos Brito - há 123 anos dava-se início ao crime

30 de janeiro de 2020

Um pouco do contexto histórico Fins do século XIX, a cidade de Araraquara se recuperava da epidemia de Febre Amarela, ampliava suas riquezas econômicas através da produção do café e escoava pela estrada de ferro, inaugurada em 1885. A urbe crescia em volta do largo da Igreja Matriz, o ambiente...


Memória: Biografia do ex-servidor público municipal Euripes Ancelmo

23 de janeiro de 2020

Biografia Euripes Ancelmo nasceu em 6 de abril de 1929, no Distrito de Silvania, Matão/SP, filho de José Cezarino Ancelmo e Angelina Pianisola Ancelmo. De família numerosa, cresceu ao lado dos irmãos Ercilia, Maria Lourdes, Guiomar, Carlos, Werthe e Maria Teresa. Mudou-se com a família aos 6 a...


Memória: 135 anos da chegada do 1º trem em Araraquara

17 de janeiro de 2020

Chegada do primeiro trem da Rio-Clarense em Araraquara, em 18 de janeiro de 1885. À frente da locomotiva está escrito: "Viva o Visconde do Pinhal, Digno Presidente da Cia. Rio Claro Viva Araraquara!"    Inauguração da Estrada de Ferro Araraquara  18 de janeiro de 1885, a cidade de Araraquar...