Fone: (16) 3301-0641

A casa vai virar mar?

Moradora relata problemas com águas das chuvas à vereadora Juliana Damus


Toda chuva é motivo de preocupação para uma moradora do Santa Angelina, na altura do cruzamento da Rua Voluntários da Pátria (5) com a Avenida Mariangela Pucci Ananias. Sobra até para o cachorro. “A casinha dele é a que mais sofre quando a água invade o portão”, relata à vereadora Juliana Damus (Progressistas), que esteve no local com a secretária municipal de Obras e Serviços, Anna Padilha. A munícipe até brincou com a situação. “Quando o ônibus passa, faz uma onda, parece que estou na praia.”

A moradora lembra que o pedido para solução do problema já completou oito anos. “Há seis anos vieram medir, mas nada foi feito.” Uma alternativa apresentada foi a colocação de canaletas, no entanto a secretária entende que seria necessário um corte no asfalto. “Farei um pedido para que as equipes de pavimento e drenagem venham até o local e estudem o que poderia ser feito. Só canaleta não vai resolver.”

Segundo a munícipe, a água desce em alta velocidade, enchendo a saída para a rua. Além disso, há um agravante: em nenhum trecho da rua há um bueiro.

 

As águas não vão rolar

Em outro ponto da cidade, a vereadora e a secretária constataram problema com água parada, relatada por uma comerciante na Rua Major Carvalho Filho (0), em frente a um hospital. “Aqui na frente sempre acumula água, principalmente da chuva. Estamos em uma região com hospital, trabalhamos com alimentos, é complicado”, explicou.

Anna acredita que a colocação de guia resolveria o problema. “Precisaríamos fazer uma licitação para realizar o serviço”, informou.

 

Em nome do pai

No Jardim Tangará, na área de lazer que leva o nome do ex-vereador e pai de Juliana, Elias Damus, inaugurada em 2004, um dos problemas é o mato alto. No local, a secretária entrou em contato com sua equipe pedindo a realização do serviço.

Durante conversa com dois munícipes que moram no bairro, a parlamentar mostrou a Anna algumas das reclamações deles, que já foram alvo de indicações ao Executivo: o vandalismo nas torneiras do bebedouro e os alambrados que circundam a quadra e a igreja ao lado que precisam ser arrumados.

No encontro, surgiu a ideia de pedir uma revitalização do espaço, com a possibilidade de troca da iluminação por lâmpadas de Led, além da instalação de academias ao ar livre, o que foi visto com bons olhos pelos moradores. “A cancha de bocha está abandonada e sem uso, seria interessante a colocação de uma academia ali. O campo e a quadra são bastante utilizados e estão precisando de manutenção, principalmente das traves e das tabelas das cestas de basquete.”

 

O buraco faz anos...

Outro problema relatado pelos moradores é um buraco que já completou um ano e meio. “Faz tempo que o buraco está lá e nada foi feito. Todas as ruas no entorno aqui estão precisando de tapa-buraco. Em algumas, acreditamos que só um recapeamento resolveria.” As vias mais urgentes são as ruas Gisei Yamada e Expedicionários do Brasil (8) e as avenidas Fausto Clóvis Fagundes Lavras e Professor Eugênio Francisco Malaman.

 

Confira as fotos aqui




Publicado em: 12 de dezembro de 2019

Cadastre-se e receba notícias em seu email

Categoria: Notícias da Câmara

Outras Notícias

Fique por dentro


Memória: há 88 anos, as mulheres brasileiras garantiram o direito ao voto

21 de fevereiro de 2020

O Memorial da Câmara Municipal relembra que o impedimento do voto à mulher somente foi quebrado há 88 anos, em 24 de fevereiro de 1932, com a publicação do Decreto nº 21.076 - Código Eleitoral, que em seu artigo 2º dizia: “É eleitor o cidadão maior de 21 anos, sem distinção de sexo, alistado na f...


Arquivo Histórico

14 de fevereiro de 2020

O Memorial da Câmara Municipal disponibiliza para pesquisa, o Arquivo Histórico/Anais do Poder Legislativo araraquarense. São matérias que foram inseridas na pauta das sessões camarárias, versando sobre a história, memória da cidade, da região, do estado e do país, sobre acontecimentos e fatos q...


Araraquara: 131 anos da sua elevação de vila à cidade

06 de fevereiro de 2020

O antigo povoado de São Bento de Araraquara teve sua freguesia criada no município de Itu, pelo Alvará de 22 de agosto de 1817. Anos mais tarde, em 31 de outubro de 1821, a freguesia foi transferida para o município de Piracicaba, tornando-se vila, por meio de Decreto Imperial em 10 de julho de...


Calendário Municipal do mês: FEVEREIRO

01 de fevereiro de 2020

A cidade de Araraquara tem datas comemorativas importantes para serem lembradas, pois homenageiam profissões, classes e assuntos relevantes. O Memorial da Câmara Municipal relembra essas datas:    Lei Data Descrição Autoria Data comemorativa 6064 28/...


Memória: Crime dos Brito - há 123 anos dava-se início ao crime

30 de janeiro de 2020

Um pouco do contexto histórico Fins do século XIX, a cidade de Araraquara se recuperava da epidemia de Febre Amarela, ampliava suas riquezas econômicas através da produção do café e escoava pela estrada de ferro, inaugurada em 1885. A urbe crescia em volta do largo da Igreja Matriz, o ambiente...


Memória: Biografia do ex-servidor público municipal Euripes Ancelmo

23 de janeiro de 2020

Biografia Euripes Ancelmo nasceu em 6 de abril de 1929, no Distrito de Silvania, Matão/SP, filho de José Cezarino Ancelmo e Angelina Pianisola Ancelmo. De família numerosa, cresceu ao lado dos irmãos Ercilia, Maria Lourdes, Guiomar, Carlos, Werthe e Maria Teresa. Mudou-se com a família aos 6 a...