SIGA-NOS:

Notícias



Secretarias e Procuradoria Geral apresentam previsões orçamentárias para 2021

Primeira Audiência Pública da LDO ocorreu a portas fechadas no Plenário da Câmara Municipal; público acompanhou e enviou perguntas pela Internet


Nesta segunda-feira (18), ocorreu a primeira Audiência Pública para a elaboração da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2021 no Plenário da Câmara Municipal. Apresentaram as diretrizes, metas e prioridades para o próximo ano, a Procuradoria Geral do Município e as secretarias municipais de Planejamento e Participação Popular, de Gestão e Finanças, e de Justiça e Cidadania. A audiência foi presidida pelos vereadores Paulo Landim (PT), presidente da Comissão Permanente de Justiça, Legislação e Redação, e Zé Luiz – Zé Macaco (Cidadania), presidente da Comissão de Tributação, Finanças e Orçamento.

Estiveram presentes no Plenário os vereadores Roger Mendes (Progressistas), José Carlos Porsani (PSDB) e Jéferson Yashuda (PSDB).

 

Procuradoria Geral e Justiça

O primeiro setor a apresentar a previsão orçamentária para o ano que vem foi a Procuradoria Geral do Município. O procurador geral, Rodrigo Cutiggi, explicou que, por se tratar de um órgão de assessoramento, a Procuradoria não tem programas específicos, por isso o orçamento é destinado à folha de pagamento e a custeios internos. A previsão de gastos para 2021 é de R$ 4.669.000,00 para a manutenção das atividades de advocacia do município, R$ 930 mil para modernização de serviços da dívida ativa e R$ 15 mil para o Fundo Especial da Procuradoria do Município de Araraquara (Funproc), totalizando R$ 5.614.000.

A segunda apresentação da tarde foi feita pela secretária municipal de Justiça e Cidadania, Mariamália de Vasconcellos Augusto. A pasta prevê a um orçamento total de R$ 1.065.000,00 dividido em: R$ 630 mil destinados à Coordenadoria Executiva de Justiça e Cidadania, que abrange o programa de Negócios Jurídicos e a Escola de Governo do Poder Executivo (com abertura da sede física prevista para o ano que vem), R$ 15 mil à Comissão de Ética Pública do Poder Executivo Municipal, R$ 370 mil à Ouvidoria Geral do Município e R$ 50 mil ao Fundo Municipal de Defesa do Consumidor.

 

Participação Popular

Em seguida, a secretária de Planejamento e Participação Popular, Amanda Vizoná, apresentou a programação da pasta, que prevê o orçamento de R$ 7.905.021,00 para o desenvolvimento das atividades de suas seis unidades: Coordenadoria Executiva de Planejamento (R$ 4.829.000,00), responsável pelo planejamento orçamentário e execução contábil, planejamento estratégico e reserva de contingência; Coordenadoria Executiva de Direitos Humanos (R$ 629.811,00), com promoção de políticas de Direitos Humanos voltadas à ressocialização de pessoas que passaram pelo sistema carcerário, pessoas com deficiência, políticas para a juventude e políticas LGBT; Participação Popular (R$ 965.210,00), que organiza os programas Orçamento Participativo (OP) e Prefeitura nos Bairros, além dos Conselhos Municipais; Política para Mulheres (R$ 894 mil), que promove o programa “Mulheres em Rede”, de empoderamento financeiro e cooperativismo em territórios de alta vulnerabilidade social, além da articulação da rede municipal de defesa dos direitos das mulheres e da manutenção de ações de proteção às mulheres vítimas de violência, com o Centro de Referência e a Casa Abrigo; Igualdade Racial (R$ 474 mil), com a manutenção das atividades do Centro Afro “Mestre Jorge”, implementação de políticas de educação e saúde da população negra e combate ao racismo e à discriminação; e, por fim, do Fundo de Combate ao Racismo (R$ 50 mil).

Questionada sobre as obras do OP em andamento durante o período de calamidade pública, a secretária esclareceu que as obras já eleitas estão sendo executadas, embora atrasos possam ocorrer devido à pandemia, que dificulta processos como licitações, por exemplo. “O que está prejudicado é o Orçamento Participativo de 2021”, disse Amanda. “Por medida sanitária, não podemos fazer as plenárias, que são presenciais. Fazer de forma on-line prejudicaria o processo porque há questões socioeconômicas de acesso à Internet e a aplicativos que dificultariam muito a participação das pessoas. É um ponto de interrogação como serão eleitas as obras para o ano que vem.”

 

Gestão e Finanças

A última apresentação da tarde ficou por conta da secretária municipal de Gestão e Finanças, Juliana Agatte, que apresentou as expectativas de gastos de sete coordenadorias executivas e duas fundações. Para a Coordenadoria Executiva de Administração Tributária, são previstos R$ 4.711.115,42 a serem empregados no ordenamento tributário; para a Coordenadoria Executiva Financeira, R$ 29.770.288,35 em encargos especiais (como precatórios, ações trabalhistas etc.) e modernização dos serviços da administração financeira; para Administração, R$ 7.835.672,54 destinados à modernização de serviços administrativos, além de gestão documental, transparência e controle popular; para Recursos Humanos, R$ 31.672.763,94, divididos entre complementação de aposentadorias e pensões, auxílios, benefícios e subsídios aos servidores públicos municipais e desenvolvimento em recursos humanos; para Tecnologia da Informação, R$ 3.958.701,65 destinados à modernização da área e à Internet gratuita; R$ 7 milhões para a Coordenadoria Executiva de Logística, responsável pela manutenção da frota do município; e R$ 1,4 milhão para Suprimentos, que cuida da modernização do almoxarifado municipal.

O orçamento para o Fundo Especial do Programa de Desligamento Voluntário (PDV) é de R$ 5,5 milhões. Já para o Fundo Municipal de Manutenção do Corpo de Bombeiros (Fumabom), serão destinados R$ 50 mil.

A previsão orçamentária da pasta é R$ 91.958.541,90.

 

Participação do público

Devido às medidas adotadas para a contenção do novo coronavírus, a audiência ocorreu a portas fechadas, com exibição ao vivo pela TV Câmara (canal 17 digital da NET) e pelo Facebook. A íntegra da audiência pode ser acessada aqui.

A Câmara Municipal também disponibilizou canais de comunicação para que a população envie perguntas aos participantes desta e das próximas audiências, por meio do site institucional (onde se encontra também o projeto de lei para consulta), do YouTube, do Facebook e por WhatsApp: (16) 99791 4877.

 

Programe-se

Confira o calendário das próximas audiências públicas da LDO, sempre com início às 14 horas:

Dia 20 de maio (quarta-feira)

Secretaria Municipal de Comunicação;

Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano;

Secretaria Municipal do Trabalho e do Desenvolvimento Econômico;

Secretaria Municipal de Esportes e Lazer;

Fundesport.

 

Dia 22 de maio (sexta-feira)

Secretaria Municipal de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública;

Secretaria Municipal da Saúde;

Companhia Tróleibus Araraquara (CTA);

Controladoria do Transporte de Araraquara.

 

Dia 25 de maio (segunda-feira)

Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social;

Secretaria Municipal de Educação;

Controladoria Geral do Município;

Câmara Municipal de Araraquara.

 

Dia 27 de maio (quarta-feira)

Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos;

Secretaria Municipal de Cultura;

Fundart;

Departamento Autônomo de Água e Esgotos (Daae).


Visualize fotos

Outras Notícias

Fique por dentro

Retorno do atendimento

03 de junho de 2020

A Prefeitura está planejando a retomada do atendimento presencial ao público em todas as suas repartições a partir da próxima segunda-feira (8). Se ocorrer, o funcionamento terá horário reduzido e...



2,6 mil ventiladores

03 de junho de 2020

O Ministério da Saúde distribuiu 2.651 ventiladores pulmonares ao SUS, desde o início da pandemia até o dia 2 de junho. Trata-se de 1.486 ventiladores de UTI e 1.165 de transporte, que foram enviad...



Pesquisa

03 de junho de 2020

Pesquisadores vinculados ao Centro de Pesquisa e Inovação em Biodiversidade e Fármacos (CIBFar) – centro de pesquisa apoiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e pel...



10 mil vidas salvas

03 de junho de 2020

Um estudo desenvolvido por pesquisadores de diversos departamentos da Universidade Estadual Paulista (Unesp), inclusive do Instituto de Química de Araraquara, em parceria com a Universidade Estadua...



90 bairros

03 de junho de 2020

De acordo com o monitoramento realizado pela Secretaria da Saúde, em conjunto com a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), todas as regiões da cidade (90 bairros) têm casos de Covid-19 notifi...



Quarentena se mantém

03 de junho de 2020

O Comitê de Contingência do Coronavírus alerta: a quarentena continua. As aglomerações observadas nos centros comerciais da cidade, inclusive com pessoas dos grupos de risco e pessoas sem máscara d...