Notícias



Criação de programa para jovens autistas é indicada ao Executivo

Vereadora Filipa Brunelli (PT) busca promover inclusão desse grupo no convívio social


Compreendendo haver necessidade de ofertar aos jovens e adolescentes com Transtorno de Espectro Autista (TEA) um programa adequado para atender as suas demandas e que os ajude a romper as barreiras do primeiro emprego e potencializando suas habilidades, a vereadora Filipa Brunelli (PT) apresentou a Indicação nº 4.394/2021 à Prefeitura, sugerindo a criação de um programa de transferência de renda e inclusão social para jovens e adolescentes com TEA em situação de extrema vulnerabilidade social.

“Através da socialização e aperfeiçoamento da comunicação é possível uma maior inclusão social desses indivíduos, ao mesmo tempo que a transferência de renda ajuda a respaldar problemáticas sociais”, afirma a parlamentar no documento enviado ao Executivo no dia 7 de outubro.

TEA é o nome dado ao distúrbio de neurodesenvolvimento caracterizado por desenvolvimento atípico, manifestações comportamentais, déficits na comunicação e na interação social, padrões de comportamento repetitivos, podendo apresentar um repertório restrito de interesses e atividades.

“Sabemos hoje que existem diferentes manifestações de condição e que elas podem se apresentar de formar mais brandas até mais severas. Através de tratamentos e terapias comportamentais, é possível auxiliar os adolescentes e jovens com diagnóstico de autismo a se desenvolverem e conviverem melhor com outras pessoas e ter mais autonomia em suas vidas e atividades diárias. Mas é imprescindível um esforço por parte do poder público em trabalhar a inclusão dessas pessoas, a fim de conferir seu direito pleno à cidadania e à dignidade humana, no sentido de incluir estes que por vezes são excluídos do convívio social”, argumenta Filipa.

“Infelizmente, pela falta de tratamento e terapia adequados, bem como pela falta de oportunidades, esses adolescentes e jovens sofrem com o preconceito da sociedade, o que torna ainda mais difícil romper a barreira da comunicação e da socialização. Por essas razões, solicito que seja criado um projeto que atenda essas crianças e jovens, auxiliando-os no desenvolvimento e aprimoramento dessas áreas”, finaliza a vereadora.


Publicado em: 08 de outubro de 2021

Cadastre-se e receba notícias em seu email

Categoria: Notícias da Câmara

Comentários

Adicione seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.


Outras Notícias

Fique por dentro

Secretarias, Fundart, Daae e Câmara Municipal encerram ciclo de audiências da LOA 2022

20 de outubro de 2021

Na tarde da quarta-feira (20), foi encerrado, no Plenário da Câmara Municipal de Araraquara, o ciclo de audiências públicas sobre a Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2022 (Projeto de Lei nº 255/2021)...



Indicação pede atenção da Prefeitura para tampa de rede de esgoto

20 de outubro de 2021

Na Indicação nº 4.525/2021, enviada ao Executivo no dia 15 de outubro, o vereador Lineu Carlos de Assis (Podemos) pede correção de desnível em tampa de rede de esgoto localizada na Rua São Bento co...



Moradores pedem atenção ao Jardim Igaçaba

20 de outubro de 2021

A falta de iluminação transformou uma das vias do Jardim Igaçaba em local de festas. Esse foi um dos apontamentos feitos por moradores ao vereador Rafael de Angeli (PSDB) na tarde da quarta-feira (...



Valetas em cruzamentos causam problemas nas ruas centrais

20 de outubro de 2021

Após diversos recapeamentos realizados nas ruas Nove de Julho (Rua 2) e São Bento (Rua 3), os desníveis nos cruzamentos fizeram com que as canaletas de drenagem se transformassem em valetas profund...



Educação responde sobre merenda nas unidades escolares

20 de outubro de 2021

No dia 20 de setembro, o vereador João Clemente (PSDB) encaminhou o Requerimento nº 896/2021 à Prefeitura, buscando informações sobre a merenda destinada aos alunos atendidos pelos equipamentos púb...



Vacinação 5

20 de outubro de 2021

As pessoas com 18 anos ou mais que ainda não tomaram a primeira dose do imunizante estão sendo atendidos na xepa. Esse público deve ligar para o 0800-771-7723.





Esse site armazena dados (como cookies), o que permite que determinadas funcionalidades (como análises e personalização) funcionem apropriadamente. Clique aqui e saiba mais!